11 de Fevereiro de 2019

Tratamento para estrias

Por: Fisioterapeuta Renata Marquetti

A Estética Los Angeles possui diversas opções de tratamentos para estrias brancas, roxas e vermelhas!

As estrias podem aparecer por vários motivos, principalmente pelo estiramento muito rápido da pele, normalmente na fase de crescimento, na gravidez ou quando há aumento de peso.

As estrias vermelhas ou arroxeadas são as mais fáceis de tratar, pois são mais recentes. Já as estrias brancas são mais antigas e precisam de um tratamento mais intenso, que provoque uma agressão maior na pele para que haja uma maior produção de colágeno e elastina, que farão a cicatrização interna das estrias.

Existem vários tipos de tratamento para estrias, podendo ser mais invasivo ou menos, dependendo do caso do paciente. Dentre eles, a Carboxiterapia associada com a aplicação de um peeling químico sobre o local possui ótimos resultados. A Carboxiterapia injeta  gás carbônico no tecido subcutâneo para dilatar os vasos sanguíneos e estimular a formação de colágeno, preenchendo as estrias de dentro para fora. Em seguida, o peeling químico irá ajudar a estimular o aumento das fibras de sustentação da pele. 

O resultado deste tipo de tratamento surge a partir de cinco sessões, em média. Esse tempo varia conforme o tamanho, a espessura e a coloração das estrias. Agende uma avalição para saber mais!

Tags: Tratamentos corporais, Estrias, Carboxiterapia, Peeling químico
14 de Marco de 2018

Carboxiterapia

Por: Fisioterapeuta Flávia Vendrametto

Tratamento através da aplicação de gás carbônico, a carboxiterapia é ideal para tratamento da flacidez, gordura localizada, celulite, entre outros.

A Carboxiterapia, como o próprio nome já diz, é o tratamento através da aplicação de CO2. 

Com a carbox conseguimos obter excelentes resultados para flacidez de pele, redução da gordura localizada, melhora da textura da pele, redução da celulite e também utilizamos esta terapia para tratamento de estrias.

As sessões podem ser realizadas de 2 a 3 vezes na semana, essa frequência varia conforme o planejamento do seu tratamento, é um procedimento um pouco dolorido, porém esta dorzinha pode ser amenizada com a aplicação de uma terapia de calor, como por exemplo uma radiofrequência, antes do procedimento da carboxiterapia. Vale ressaltar que essa dorzinha vale a pena de ser sentida, isso porque depois podemos ver a evolução do tratamento com a carboxiterapia. Uma das tecnologias mais antigas que temos, mas que até hoje é muito utilizada devido à sua super aceitação e resultados maravilhosos que pode nos proporcionar. 

A Carboxiterapia pode ser associada a diversos outros tratamentos estéticos. 

Agende uma avaliação e saiba mais!

Tags: Carboxiterapia
26 de Julho de 2017

Carboxiterapia

Por: Fisioterapeuta Tatiane Spina Ramos

A carboxiterapia pode ser utilizada para tratamento de gordura localizada, celulite, flacidez e estrias e cicatrizes.

Uso terapêutico do gás carbônico medicinal (inodoro, incolor e atóxico), infundido por meio de uma agulha fina, no tecido subcutâneo.

O gás carbônico é importante na fisiologia respiratória e sanguínea. A partir do momento que o gás é injetado, vai sendo absorvido e eliminado pela respiração.

Na área da estética, a Carboxiterapia pode ser utilizada para os tratamentos de:
• Gordura Localizada: promove a ativação do metabolismo de quebra da gordura - lise celular - ruptura das células de gordura);
• Celulite: melhora a circulação local. Nós temos um equilíbrio na pressão de oxigênio e gás carbônico na pele, quando injetamos o gás carbônico a pele interpreta que está faltando oxigênio, o gás carbônico provoca então uma vasodilatação local e hiperemia. Nessa região onde a concentração de gás carbônico é maior, chegam mais hemoglobinas oxigenadas pelo aumento do fluxo sanguíneo e ocorre a liberação do oxigênio dessa hemoglobina que capta o gás carbônico que será eliminado pela respiração;
• Flacidez: proliferação do fibroblasto - formação de fibras de colágeno e elásticas;
• Como coadjuvante no tratamento de Estrias e Cicatrizes: a lesão provocada pela agulha e pelo gás desencadeia no organismo um processo inflamatório com o objetivo de cicatrizar e reconstituir o tecido lesado. Na reparação tecidual temos proliferação de vasos sanguíneos e fibroblastos; há um aumento do fluxo sanguíneo no local da infusão do gás.

A Carboxiterapia deixa o tecido homogêneo (melhora irregularidades), diminui áreas endurecidas/fibróticas.
Portanto, são indicações para a carboxiterapia todas as alterações estéticas que se beneficiam com o aumento da circulação e da oxigenação tecidual.

Pode ocorrer dor no local da aplicação (por causa da infusão do gás), pequenos hematomas ou equimoses (pela perfuração de pequenas veias). E o gás pode causar a formação de "bolhas" ou inchaços subcutâneos, causando a sensação de creptação.

Algumas contraindicações: pacientes com doenças infecciosas, bacterianas, virais, fúngicas, neoplasias, entre outras. O procedimento é seguro e se obtém bons resultados.

Tags: Carboxiterapia
15 de Dezembro de 2016

Carboxiterapia

Por: Fisioterapeuta Flavia Vendrametto

Tratamento para gordura localizada e celulite.

O tratamento carboxiterapia consiste na aplicação de injeções de gás carbônico com o objetivo de reduzir gordura localizada e celulite em diversas áreas do corpo.

Ao injetar o CO2 temos como resultados a melhora da circulação e oxigenação do tecido, estimulação da produção de colágeno e facilitação da queima de gordura local.

A carboxiterapia é um excelente tratamento para associarmos com o Velashape II, Vênus Freeze, Maximus, Cellutec, entre outros e até mesmo massagens.

Este tratamento pode ser realizado 2x na semana, uma média de 10 sessões. Durante o procedimento a paciente sente apenas um desconforto quando o gás é injetado.

Este procedimento deve ser feito por profissionais fisioterapeutas habilitadas.

Tags: Carboxiterapia
10 de Novembro de 2015

Carboxiterapia para celulite

Por: Flavia Vendrametto - Fisioterapeuta

Conheça os benefícios da Caboxiterapia

CELULITE:

Celulite é uma alteração causada pelo acúmulo de gordura, água e toxinas nas células. Esse acúmulo faz com que essas células fiquem cheias e endurecidas, deixando o local com ondulações e nódulos, que se manifestam externamente como aqueles furinhos indesejados na pele; a famosa pele com aparência de "casca de laranja". É causada por alterações no tecido gorduroso, tais como alteração na microcirculação e aumento do tecido fibroso.

A presença da celulite tende a ocorrer nas áreas com mais pré-disposição para acumulo de gordura, como por exemplo nos quadris, coxas, nádegas, abdômen e braços.

Causas: Os fatores predisponentes são: sexo, etnia, biotipo corporal e distribuição de gordura. Os fatores agravantes são: hábitos alimentares inadequados, sedentarismo, estresse, medicamentos e gravidez.

CARBOXITERAPIA

É a técnica de introdução de CO2 através de injeção no tecido subcutâneo, diretamente nas áreas afetadas. Com esta técnica podemos tratar a celulite, gordura localizada, flacidez de pele e estrias.

CARBOXITERAPIA COMO TRATAMENTO PARA CELULITE:

Este tratamento age de duas formas na celulite:

*rompendo as células de gordura quando o gás entra em contato com o tecido adiposo (gordura).

* causando vasodilatação da região, ocasionando a troca de gases, com isso temos como resultado a melhora da oxigenação local, aumentando a quantidade e velocidade do fluxo sangüíneo, diminuindo o acumulo de liquido, eliminação de toxinas entre as células e diminuindo a fibrose local.

O resultado do efeito da carboxiterapia na celulite é visível em poucas semanas, tratamento este que pode ser feito em todos os tipos de pele e nos mais variados graus da celulite.

 

Este tratamento pode ser associado com muitos outros, tais como o Velashape, Venus Freeze, Maximus, Cellutec, Criofrequência, US, entre outros.

Tags: Carboxiterapia