Carboxiterapia

A Carboxiterapia é um procedimento estético que é feito por meio da aplicação de pequenas quantidades de gás carbônico sob a pele. Os efeitos obtidos incluem a redução de ondulações da pele e o combate à celulite, à flacidez e também à gordura localizada. Além disso, o procedimento é capaz de aumentar a circulação local e estimular a produção de colágeno, o que ajuda na regeneração dos tecidos e traz melhorias para toda a região cutânea.

Informações
gerais.

A carboxiterapia é um tratamento estético que ocorre por meio da aplicação de pequenas quantidades de gás carbônico no tecido subcutâneo. Isso é feito por meio de pequenas agulhas em diferentes camadas da pele. As regiões que podem ser tratadas incluem abdômen, flancos, costas, pernas e glúteos.
O resultado da aplicação é a dilatação dos vasos sanguíneos e o estímulo à formação de novos vasos, processo chamado de neogênese. Como consequência, ocorre a melhora da circulação sanguínea e da oxigenação dos tecidos tratados.
Assim, diferentes partes do corpo podem ser beneficiadas, de modo que atua assertivamente na flacidez e celulite, melhorando a aparência da pele.
Apesar de ser feita com pequenas aplicações, usando agulhas, o tratamento é bem tolerado em relação à dor, podendo haver desconfortos pontuais.
Flacidez

Tratamento.

A carboxiterapia é uma técnica bastante segura e eficaz, apresentando ausência de toxicidade. Dessa forma, havendo a avaliação profissional antes do tratamento, ela não tem efeitos colaterais significativos e pode ser considerada um tratamento simples que gera excelentes resultados.
A aplicação do gás carbônico é realizada por uma agulha bastante fina no tecido subcutâneo, que é uma camada profunda da pele e fica localizado logo abaixo da derme. Nele, é infundido o gás carbônico em quantidades bem pequenas e de forma altamente controlada. Isso provoca o aumento do calibre vascular, ou seja, do tamanho dos vasos sanguíneos. Como consequência, eleva-se o fluxo sanguíneo na região, de forma que a oxigenação e a nutrição cutânea são melhoradas.
Mas a forma de aplicação depende também do objetivo do tratamento. Para a celulite, o gás é injetado entre a pele e a gordura, por exemplo. No caso do tratamento para estrias, a aplicação ocorre diretamente na cicatriz.
Além disso, a carboxiterapia provoca o rompimento de fibroses, ou excesso de tecido fibroso, da pele. Isso leva à produção de colágeno, fazendo com que a região fique mais firme, menos ondulada e visivelmente mais viçosa.
Para um resultado adequado e seguro, a avaliação profissional é indispensável, pois apesar de muito seguro, há algumas contraindicações para o procedimento.

Ligue agora (41) 3026.6164

Agende sua
avaliação

Whatsapp